Ribeirão Preto, 23 de Novembro de 2017

Catarara (Lentes)


Utilização da LIO (Lente Intra-ocular) na cirurgia da catarata
Atualmente existem vários tipos de LIOs (Lentes Intra-Oculares) para a substituição do cristalino após a cirurgia de Catarata. Diante disso, o paciente pensa, muitas vezes, que dispensar o uso dos óculos tanto para perto como para longe, é um processo natural da cirurgia. Mas, para obter uma boa visão para perto e para longe existem duas opções: a lente monofocal ou multifocal. De acordo com Howard Fine, no livro Refractive Cataract Surgery and Multifocal IOLs, no processo de escolha da lente a ser implantada, existem duas questões importantes a serem respondidas:

1) Se nós pudéssemos colocar um implante em seus olhos que permitiria que você visse tanto à distância como perto sem óculos sob a maioria das circunstâncias seria uma vantagem?

2) Se a lente é associada a halos em volta da luz à noite, ainda seria uma vantagem?

As respostas a essas duas questões podem direcionar a escolha da lente a ser implantada. Se na primeira questão o paciente responder que não se importa em usar óculos, ele pode receber as lentes monofocais.

Catarata - Foto 01 Catarata - Foto 02
Lente multifocal usada no implante.

Caso o paciente responda que o implante de lente para longe e para perto seria uma vantagem, mesmo com os sintomas descritos, poderia haver a indicação da Lente Multifocal. No entanto, devemos ressaltar que tanto em uma escolha como em outra, existem vários fatores que podem interferir na dispensa dos óculos e isso nem sempre acontece, pois existem implicações decorrentes da idade e outras alterações do próprio organismo do paciente que podem influenciar na visão.


Lente Multifocal:
O implante das lentes multifocais foi aprovado pelo FDA (Food and Drugs Administration) em 1999, e vem sendo recomendado a pacientes de todo o mundo, com resultados altamente satisfatórios. Estudos clínicos realizados também no Brasil demonstram que a grande maioria dos pacientes que receberam o implante desta lente passaram a enxergar de perto e de longe, sem o uso de óculos. Algumas das situações onde o uso das lentes intra-oculares (LIO) multifocais é recomendado:      - Pacientes com Alzheimer (freqüentemente perdem ou esquecem os óculos)      - Pacientes com Artrite do pescoço e outras condições com faixa limitada de movimentação.

Lente Monofocal:
A lente monofocal é calculada a partir de dados de cada olho do paciente, podendo-se fazer os cálculos para foco somente para longe (nos dois olhos) ou para longe (em um olho) e para perto (no outro olho), técnica conhecida como monovisão. A compensação cerebral é feita automática e imperceptivelmente, na maioria das vezes. Quando se opta pelos dois olhos com melhor visão para longe é necessário, invariavelmente, uso dos óculos para perto. Quando a opção é pela monovisão, muitas atividades diárias poderão ser executadas sem a ajuda de óculos para perto, mas, em algumas circunstâncias específicas, esses serão necessários. Em algumas condições específicas pode haver a indicação da lente monofocal como:      - Fotógrafos que querem alternar o foco através da câmera e ajustar os parâmetros de imagem sem usar óculos.

Facebook - Instituto Reynaldo Rezende
Desenvolvido por ARZ